Arquivo do autor associacaobraamcamp

Porassociacaobraamcamp

Estratégia para a Quinta do Braamcamp: a posição da Plataforma Cidadã Braamcamp é de Todos:

Documento produzido no seminário realizado no dia 6 de Junho de 2019

“Ainda vamos a tempo de fazer a diferença se começarmos já a agir do nível local ao global, através de mudanças transformativas que permitam conservar, restaurar e usar a natureza de forma sustentável”

(Robert Watson, presidente da Plataforma Intergovernamental de Política Científica sobre a Biodiversidade e Serviços dos Ecossistemas, IPBES, das Nações Unidas)

Ler mais

Porassociacaobraamcamp

SEMINÁRIO “QUE FUTURO PARA A QUINTA BRAAMCAMP?”

“Que futuro para a QUINTA BRAAMCAMP?”

6 de julho de 2019

Escola Superior de Tecnologia do Barreiro – Anfiteatro 1

9h15 – 17h45

 

Objectivos do Seminário “Que futuro para a QUINTA BRAAMCAMP?”

  1. Dar a conhecer à população a Quinta do Braamcamp: a sua história e património cultural e ambiental.
  2. Contribuir para explicitar a importância da Quinta do Braamcamp para o desenvolvimento futuro do Concelho do Barreiro.
  3. Incentivar a mobilização dos barreirenses para impedir a venda da Quinta Braamcamp.

 

PLATAFORMA BRAAMCAMP É DE TODOS

Seminário “Que futuro para a QUINTA BRAAMCAMP?”

PROGRAMA

TEMAS INTERVENIENTES
9h15 Receção dos Participantes
9h30 Sessão de Abertura

Boas vindas / Objetivos do encontro / programa

 

 

Plataforma Cidadã “Braamcamp é de Todos”

 

10h15 Alburrica / Quinta Braamcamp: um conjunto histórico, patrimonial e ambiental único na AML
 

 

 

“O Moinho da Braamcamp no contexto do património moageiro do Barreiro”

 

 

 

 

 

“A Quinta Braamcamp um projeto oitocentista de recreio, lazer, ostentação e produção agro-industrial- Paisagem Cultural das Quintas do Estuário do Tejo”

 

Moderador: Armando Teixeira

 

Preletores:

Jorge Custódio – Membro do Conselho Científico da APAI, de que foi fundador (Associação Portuguesa de Arqueologia Industrial); Fundador da AAIRL (Associação de Arqueologia Industrial da Região de Lisboa); Investigador Integrado do Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa.

 

Rodrigo Dias – Arquiteto Paisagista

Urbanista , Investigador, Autor

PIEstejo Quintas e Jardins Históricos  – Paisagem Cultural do Estuário do Tejo.

ILID-CITAD Un.Lusiada de Lisboa

Financiado pela FCT

Doutorando na TUDelft

 

Debate

11h15 Pausa
11h30 Quinta Braamcamp no contexto da Bacia do Tejo – Um Olhar Atual – A perspetiva ambiental
 

 

 

“Subida do Nível do Mar e o Risco Costeiro”

 

 

 

 

 

“Importância de salinas, viveiros, caldeiras dos moinhos de maré e outros habitats semi-naturais do estuário para as aves migratórias”

Moderador: Manuel Fernandes

 

Preletores

Carlos Antunes – Professor Auxiliar em Engenharia Geoespacial da Faculdade de Ciências da U.L. (FCUL), especialista em Geodesia e Hidrografia; – Licenciado em Engenharia Geográfica pela FCUL em 1990 e doutorado em Geodesia Física, na Áustria, pela Universidade Técnica de Graz em 2004

 

Jaime Sousa

Técnico de Conservação do Departamento de Conservação Terrestre

Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves

 

Debate

 

13h00 Almoço Livre
14h30 Movimentos de cidadania pelo futuro: preocupações e ações
 

 

 

 

 

Dos problemas, à afirmação de valores e princípios, à mobilização cidadã e à ação.

 

Realidades diversas, sonhos partilhados para a mudança.

 

Moderador: André Carapinha

 

Preletores

SOS – Quinta dos Ingleses

 

Grupo do Jardim Martim Moniz

 

Greve Climática Estudantil

 

Associação do Património e da População de Alfama

 

Debate

 

16h10 A Quinta Braamcamp no contexto da Bacia do Tejo – Perspetivas e Ideias de Futuro
 

 

 

 

” O PI.Estejo …os objetivos… os progressos …e o estudo das características e da transformação da paisagem e do território estuarino- Os esteiros a Alburrica  e a Quinta Braamcamp”.

 

 

 

 

 

“Património cultural do Barreiro – um recurso de desenvolvimento inovador: o caso Alburrica / Braamcamp”

 

 

Moderadora: Joana Carneiro

 

Preletores

“Estejo um Projeto de Investigação do ILID- CITAD Un.Lusiada de Lisboa, financiado pela FCT”

Equipe Estejo:

Coordenação Prof.Dr.Arqt.Fatima Silva

Mestre Arqt.Rui Seco Investigador Agregado Doutorando

Mestre Arqt.Paisagista Rodrigo Dias Investigador Agregado Doutorando

Mestre Arqt.Paisagista Isabel Matos Investigador Agregado.

 

Carla Marina Santos – Associação Barreiro Património Memória e Futuro – ABPMF

 

 

Debate

 

17h15 Sessão de Encerramento
 

Estratégia para a Quinta do Braamcamp / A posição da Plataforma Cidadã “A Braamcamp é de Todos”

 

 

 

Plataforma Cidadã “ Braamcamp é de Todos”

 

 

Ginjinha de honra  

 

PLATAFORMA CIDADÃ

“BRAAMCAMP É DE TODOS”

A Quinta do Braamcamp, sendo um “sítio” de interesse municipal, devidamente classificado, é parte de um rico e vasto património ambiental, paisagístico e moageiro. É, também, um espaço que construiu parte significativa da história e identidade do Barreiro e que se articula com muitas outras zonas do Barreiro e do estuário do Tejo.

A riqueza da sua biodiversidade e fragilidade, justificam a classificação de território em grande parte integrado na Rede Ecológica Nacional, como forma de proteção às alterações climáticas e ambientais.

Desta forma a Quinta do Braamcamp é um território que merece uma ampla reflexão de todos, feita com serenidade e respeito e com base em estudos que em muitos casos já estão disponíveis. A discussão e participação são fundamentais num processo que em muito contribuirá para o desenvolvimento futuro do Concelho.

A Plataforma “Braamcamp é de Todos”, constituiu-se em 31 de março, numa Assembleia Cidadã, na sequência de diversas acções de pessoas, constituídas ou não em movimentos, e também da vontade de associações representativas de interesses coletivos de natureza social, ambiental e patrimonial e tem como denominador comum a ideia que a venda para construção imobiliária não será a melhor solução.

A Plataforma é um espaço de encontro das várias vontades, opiniões, sensibilidades e preocupações e pretende, essencial, mas não exclusivamente, alargar o debate, a participação e envolvimento dos cidadãos sobre o futuro da Quinta, que passou a incorporar, em 2017, o património municipal.

Organização: Plataforma “Braamcamp é de Todos”- Associação Barreiro Património, Memória e Futuro braamcamp.org – Cooperativa Mula – Movimento Utentes Serviços Publicos

Porassociacaobraamcamp

Materiais de apoio para divulgação

Programa formato PDF:   1 – Programa de Seminário

Cartaz Seminário formato JPG: cartaz-seminario.jpg

Logo Seminário formato PNG: logo-seminário.png

Logo Seminário formato JPG: logo-seminário.jpg

Programa Formato PPS: 1-Programa-de-Seminário-PPT.pps

 

Porassociacaobraamcamp

Documentos sobre A Quinta do Braamcamp

19-6-97  – Aprovado delimitação da Reserva Ecológica Nacional para a área do concelho do Barreiro.

RCM-116_1997.pdf

6 de Novembro de 2009 – Leilão – Insolvência de Esence – Sociedade Nacional Corticeira, SA Tribunal de Comércio de Lisboa – 4º Juízo – Proc. 1134/07.6TYLSB

Listagem-Esence.pdf

30-11-2015 – Relatorio de Avaliação Empresa “FESTO”

Relatorio-de-Avaliação-Quinta-Braamcamp.pdf

4-11-2015– Proposta levada a Reunião de CMB privada AQUISIÇÃO DA QUINTA DO BRAANCAMP

Delib.373_2015__GP_DGFP_AQUISICAO_QUINTA_BRAANCAMP

4-11-2015 – Ata da reunião privada da CMB “AUTORIZAÇÃO DE AQUISIÇÃO DA QUINTA DO BRAANCAMP”

15.11.20_ATA_n__13.15Delib._n._1_2016_GP_SG_Ata_

R_Privada_de_04_novembro_2015_e_ANEXO

5- 11-2015 – Noticia sobre a compra da quinta do Braamcamp ( in site CMB )

CMB vai adquirir a Quinta Braamcamp15.11.20_Delibera__o__n__

20-11-2015– Reunião ordinária da Assembleia Municipal
Realizada em 20 de novembro de 2015  -Deliberação nº 373/2015 da CMB – “AUTORIZAÇÃO DE AQUISIÇÃO DA QUINTA DO BRAANCAMP E AUTORIZAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE TRÊS EMPRÉSTIMOS BANCÁRIOS DE MÉDIO E LONGO PRAZO VISANDO: A AQUISIÇÃO DA QUINTA DO BRAANCAMP; A REALIZAÇÃO DE OBRAS NA QUINTA DO BRAANCAMP, PROMOVENDO A SUA ABERTURA AO PÚBLICO E INTEGRAÇÃO NO TERRITÓRIO DE ALBURRICA; E A AQUISIÇÃO DE UMA EMBARCAÇÃO TRADICIONAL – MULETA”

_Delibera__o__n__68.15_Aquisi__o_Braancamp.pdf

Projectos

2012 – Projecto do BCP realizado pela Promontorio:  Location Greater Lisbon (Barreiro), Portugal Client Millennium BCP Bank, Programme Master Planning of residential, services and retail complex

quinta_braamcamp projecto Promontorio.pdf

16 -24 de Julho de 2012– Projecto WORKSHOP ESTEJO ALBURRICA

Ao ter sido escolhida a frente ribeirinha genericamente denominada por Alburrica como área de intervenção para este Workshop – área esta com candidatura ao QREN, Câmara Municipal do Barreiro, com o objectivo de dotar de meios financeiros necessários à realização da sua regeneração. O PI ESTEJO, embora não contemplace nas suas linhas de intervenção propostas desenhas, materializou uma parceria com o Município, no âmbito de Projecto REPARA. Tem como objectivo lançar a estrutura preliminar de uma “Base de Dados ESTEJO”, enriquecendo esta leitura do território feita em contexto académico pelos estudantes da FAA da Universidade Lusíada de Lisboa. É de sublinhar o contributo que este tipo de workshop pode proporcionar ao viabilizar que os estudantes possam refletir sobre matérias mais cadentes duma realidade sobre a qual o PI se tem vindo a debruçar.

http://repositorio.ulusiada.pt/bitstream/11067/440/3/citad_alburrica.pdf

30-05-17 –  Autorização para os  projectos suportados pelo Plano de Reabilitação Urbana – Reabilitação do Moinho de Maré da Quinta do Braamcamp e Intervenção paisagística da área da Quinta do Braamcamp.

Delib._1582017_GP_DPAM__Aut._para_proj._sup._pelo_Plano_de_A__o_de_Reab._Urbana__PARU__-__DP-539-DP-542_.pdf

21-03-2017– Abertura do procedimento de classificação do Sitio de Alburrica

Abertura_procedimento_classifica__o_Alburrica.pdf

20-7- 2017- Publicação da  Classificação do Sítio de Alburrica, do Mexilhoeiro e seu Património Moageiro, Ambiental e Paisagístico.

classificação-do-sitio-de-Alburica.pdf

 

18-2-2019–  Sessão de Esclarecimento  da CMB sobre a venda da Quinta do Braamcamp.

P1-GP_RB_Quinta-Braamcamp-ANEXO.pdf

em actualização………

 

 

Porassociacaobraamcamp

Moinho do Braacamp, Património a reabilitar!

Reedificado depois do terramoto de 1755 por Vasco Lourenço, vendido pelos seus herdeiros, em 1804, a Geraldo Wenceslau Braamcamp, 1º Barão do Sobral, que amplia o moinho de 7 casais de mós para 10. Mais tarde, veio a pertencer a um negociante inglês de nome Abraham Wheelhouse. É vendido, em 1884, aos herdeiros de Robert Hunter Reynolds, que vieram habitar a quinta e fundar a Sociedade Nacional de Cortiças.

Porassociacaobraamcamp

Testemunhos Braamcamp

Testemunhos de antigos Trabalhadores Corticeiros da ultima fábrica de cortiça no Barreiro, A empresa Corticeira ESENCE Sociedade Nacional Corticeira, S. A. que trabalhou até ao ano de 2008 na Quinta do Braamcamp.

Porassociacaobraamcamp

Quinta do Braamcamp Cronologia de acontecimentos

1788 – 29 de Março –  A exploração desta quinta, será concedido por carta régia datada pelo período de doze anos, a Geraldo Venceslau Braamcamp de Almeida Castelo Branco.

Geraldo Venceslau Braamcamp foi o primeiro proprietário da quinta situada no Mexilhoeiro, no Barreiro, onde hoje se encontra uma unidade corticeira. A quinta do Braamcamp tornou-se em vida do seu proprietário uma importante granja de criação de bichos-da-seda, produção destinada à indústria têxtil.

Ler mais

Porassociacaobraamcamp

Braamcamp é todos, com reunião cidadã bastante participada! 

A iniciativa decorreu durante todo o  dia de 31 de Março, com varias actividades, Birdwatching na Quinta, actividades com crianças, Visita guiada à Quinta, Almoço/Piquenique e Reunião Cidadã, com a participação de vários oradores, onde foi aprovado por unanimidade a constituição de uma plataforma “Braamcamp é de todos” que tem como objectivo lutar para manter a quinta publica e fora da especulação imobiliária.

Porassociacaobraamcamp

Quinta do Braamcamp as Obras Previstas não Avançaram Saiba Porquê

Carta Aberta à População do Barreiro

Quinta do Braamcamp as Obras Previstas não Avançaram Saiba Porquê

Quase dois anos para admitir que não havia tempo, que não existia projecto, que deixaram cair o empréstimo, como se este fosse uma coisa de tolos “só para cortar umas ervinhas”

A Associação Barreiro – Património, Memória e Futuro confirmou, de acordo com esclarecimentos prestados na última Assembleia Municipal do Barreiro de 30/04/2019, que o actual executivo deixou cair o empréstimo para obras na Quinta do Braamcamp, aprovado por unanimidade em sessão de Câmara de 4 de Novembro de 2015.

Ler mais